Sem categoria

ARRAIAL

ARRAIAL

Um lugar longe e pequeno
Em noite de grande festa…
Derramava luar pleno
Sobre fogueira e sereno,
Rebrilhando suor na testa.

Vinham mocinhas faceiras
Entre olhares e meiguices
Se rindo das brincadeiras
N’aquelas rodas danceiras
A rodar sem-vergonhices.

Contudo, quedava eu triste
Em meio a tanta alegria.
Tão estranho era à folia,
Que pensando em quanto existe
Mal lembrava que existia…

Quem na treva olvida a luz
Fecha os olhos para o belo.
A noite passa em desvelo
Sem ver aonde conduz
O amor e seu atropelo.

Pois, se o povo folgando
Não me cura o coração,
O que resta é a ilusão
D’encontrar-me vez em quando
N’uma festa de são João.

Betim – 24 06 2017

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s